Disaster Recovery: tudo o que você precisa saber

Atualmente, o cuidado com os dados das empresas já é tão importante quanto a segurança dos espaços físicos das organizações, já que hoje tudo é digital. Imagine esse cenário: do absoluto nada, todos os dados da sua empresa simplesmente desaparecem. Parece bem catastrófico. Todo negócio precisa estar pronto para armazenar de forma segura qualquer informação, evitando as consequências dos riscos. E é nessas horas que um plano de Disaster Recovery pode ajudar. 

O que é Disaster Recovery?

Os planos de Disaster Recovery (DR), ou “Recuperação de Desastres”, também são conhecidos como “Planos de Contingência”. É possível enxergá-los sob duas perspectivas: uma delas é planejar ações essenciais para garantir que um desastre não interfira no desempenho da sua empresa.

Além disso, podem ser reativas, através da execução de ações emergenciais, previamente planejadas e estabelecidas, para resolução imediata de problemas.

O Disaster Recovery também pode ser definido como um conjunto de procedimentos para administração de crises, onde são definidas atividades, pessoas e tecnologias para resolução de problemas. No entanto, o objetivo principal é sempre salvar os dados dos computadores da sua empresa.

Os planos de DR podem ser vistos como essenciais para a recuperação de dados, informações e hardwares em casos extremos, nos quais os problemas já ocorreram. Contudo, as boas práticas do mercado definem ações para prevenção, auxiliando para que os problemas não aconteçam.

Além disso, em caso de desastres, tendo-se um plano de prevenção alinhando ao plano de recuperação, será mais fácil, rápido e bem menos traumático aplicar o que foi planejado.

Como montar uma estratégia de Disaster Recovery

Já sabemos que nenhuma organização está livre de riscos, sejam eles humanos ou naturais. Por isso, prevenir é o segredo para evitar qualquer catástrofe no negócio. Ter um plano de DR

é o que vai garantir a segurança e a continuidade da sua operação. Confira o passo a passo que montamos para te ajudar a montar na sua empresa.

1.   Avalie a Infraestrutura

A partir de um mapeamento profundo de todos os ativos do negócio e da infraestrutura de TI, será possível entender melhor sobre em que condições a organização se encontra. Com isso, sabe-se o que realmente é fundamental para que as operações continuem funcionando e o que tem disponível para isso.

2.   Foco em prevenção

Atualmente, com tanta informação disponível, as estratégias não são criadas apenas com base em teorias ou no “achismo” mais comum. Pelo contrário, elas são fundamentadas em análises de dados, pesquisas e informações concretas. Essa abordagem baseada em evidências permite tomar decisões mais informadas e embasadas, maximizando as chances de sucesso. Além disso, a utilização de ferramentas analíticas e tecnologias avançadas auxilia na identificação de padrões, tendências e oportunidades, contribuindo para o desenvolvimento de estratégias mais eficientes e orientadas aos objetivos da empresa. É essencial reconhecer e combater qualquer vulnerabilidade para reduzir a probabilidade de danos. Por outro lado, a segurança precisa ser focada em prevenção e ser assertiva em qualquer situação. Além disso, todos precisam estar bem preparados para isso e saber o quão é importante para o empreendimento. Aliás, o plano de Disaster Recovery depende totalmente desse foco para que seja eficaz.

3.   Organize os setores

Todos os setores devem participar ativamente de todos os procedimentos que envolvem a segurança da informação, definidos no plano de recuperação de desastres. Principalmente o departamento de TI com todas as outras áreas. Aliás, os colaboradores devem estar cientes e treinados sobre como usar de forma correta os sistemas disponíveis e conhecer os riscos e falhas que podem ocorrer. Todos esses detalhes devem ser monitorados e controlados pelo grupo de gestores.

4.   Forme uma equipe de gestão de crise

Ter uma equipe de gestão de crise é fundamental para assegurar que as medidas de Disaster Recovery serão eficazes. O time deve ser capacitado para solucionar os problemas e executar as ações planejadas. Além disso, identificar perdas e recuperar danos também será função dos integrantes da equipe em caso de algum desastre.

5.   Crie estratégias de recuperação e defina prioridades

Por meio de um mapeamento é possível definir quais setores, documentos, informações ou processos são prioritários dentro da organização. Assim, é possível elaborar diversas estratégias de recuperação para o caso de ocorrer algum desastre na empresa que cause prejuízo. Vale lembrar que tudo deve ser levado em conta.

Aumente a proteção do seu negócio com a Pronnus 

Tenha uma infraestrutura resiliente e econômica, com alta disponibilidade, failovers (tolerância a falhas) rápidos para a nuvem. A solução de Disaster Recovery da Pronnus recupera rapidamente seus aplicativos e informações essenciais para sua operação continuar funcionando, não importa o tipo de desastre.

Entre em contato com a nossa equipe e conheça as soluções de Backup e Disaster Recovery.

Deixe sua mensagem que logo entraremos em contato!